Livro JOIA RARA

Alva Ward, jovem milionária, dona de personalidade forte e beleza incomum, pensa ter encontrado o homem de sua vida, alguém por quem sente uma atração incontrolável. Tudo parece perfeito quando o tal homem também se declara a ela, não fosse o fato de o mesmo estar prestes a se casar com sua mais nova amiga.

Alva está indecisa sobre o que fazer: seguir sua razão e afastar-se da amiga e de seu noivo, ou seguir seu coração e lutar pelo homem que ama?

Ao aproximar-se da família da noiva, Alva vê-se repentinamente envolvida em uma série de assassinatos, passando a ser considerada a principal suspeita. O que de início parecia um sonho encantado, torna-se para ela um real pesadelo.

Utilizando a sensualidade da personagem Alva Ward e o poder que sua beleza exerce sobre as pessoas, o autor surpreende mais uma vez com um desfecho inesperado.


Vendas através dos sites das seguintes livrarias/editora:
 
Também disponível como e-book pela Amazon, no Brasil (www.amazon.com.br) e no exterior.
 
Para aquisições diretas com o autor, veja link "Aquisições de Livros" no canto superior direito da página inicial deste blog.



 

PRIMEIRO CAPÍTULO
(DIREITOS AUTORAIS REGISTRADOS NA BIBLIOTECA NACIONAL)

          Todos, exceto Monica, já haviam tomado seu café da manhã na casa da família Parker Silva, situada no luxuoso Condomínio Limoeiros, em Paraty. Impaciente e irritado como sempre, Carlos esbravejava com as pessoas ao seu redor, reclamando do atraso de sua esposa enquanto esperava sentado na sala de estar.
         Mais quinze minutos haviam se passado e nada, nem sinal de Monica. Já muito nervoso e acreditando que o atraso de sua esposa se tratava de mais um de seus desaforos devido às constantes brigas do casal nos dias anteriores, Carlos pediu para que fossem ao quarto para apressá-la.
       Influenciada pelo nervosismo do patrão, a criada partiu mais do que depressa em direção ao corredor onde se encontravam as quatro suítes. Segundos depois, ouviu-se um grito de horror.
       A criada voltou correndo pelo corredor enquanto Carlos, Sheila e Cido saíram em disparada na direção oposta. Alva observava tudo atônita, sem sair do lugar.
       Ao entrarem na suíte de Monica, logo descobriram os motivos dos gritos da criada. Monica encontrava-se deitada de costas em sua cama, em meio a uma enorme poça de sangue, morta com uma faca cravada em seu coração.
       Depositado sobre sua face, encontrava-se um bilhete que dizia: “Da próxima vez, faça o que eu mandar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário